quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Resenha - Violetas na Janela

Livro: Violetas na Janela
Autora: Lúcia Marizeck de Carvalho
Editora: Petit
Páginas: 296 páginas
Nota: ★★★★★

Sinopse: Sentindo-se entre amigos. Feliz com a acolhida adaptou-se à nova vida auxiliada por espíritos benfeitores que a receberam na Colônia São Sebastião. Em “Violetas na janela”, Patrícia explica o que é a desencarnação. Descreve as belezas do plano espiritual, onde não faltam trabalho, estudo e diversão. No início, estava cheia de dúvidas... Do que se alimentaria? O que vestiria? Sentiria as mesmas necessidades? Enfrentaria o calor, o frio? Aos poucos, tudo se esclareceu ao conviver com outros jovens desencarnados. Conheça o outro lado da vida: entenda como devemos proceder diante da morte de um ente querido – o que fazer para superar a separação e confortar aquele que partiu. Patrícia exemplifica a lição, relembrando a inesquecível ajuda que recebeu de familiares espíritas.

Confesso que sempre vi o título desse livro, mas nunca li por N razões, até que semana passada conversando com uma pessoa ela me falou, leia Violetas na Janela, você vai se surpreender. E fui atrás do livro.

E que prazer foi ler esse livro, leve, com uma sensibilidade ímpar, em cada página o único sentimento que puder sentir foi de paz e alegria.

Neste livro conhecemos a história de Patrícia, uma menina moça que faleceu (desencarnou) bem jovem e partiu para a Colônia (cidade espiritual no qual habita), e lá é contado como é vida de uma pessoa desencarnada, neste caso da Patrícia, mas calma, não é livro que dá medo ou receio de ler, é lindo. E em cada página, a leveza da escrita é algo que impressiona.

É uma sociedade no qual todos nós gostaríamos de morar, um lugar onde não existe, dor, medo, tristeza, mas o sentimento bom de se fazer o bem. É um livro que eu quero ter sempre na minha cabeceira de cama. E nos passa uma mensagem forte também do quanto somos materialistas na terra como encarnados e o quanto isso nos prejudica, e nos passa a mensagem belíssima da importância dos ensinamentos de Jesus, a força do amor verdadeiro.

E vocês me perguntam, e esse título é por quê? Porque quando Patricia desencarnou, sua mãe para amenizar a dor ela sempre colocava pequenos vasos de violetas em sua janela e mentalizava apenas amor e desejava que Patricia estivesse bem, e como isso, com esse amor, as flores iam para a janela de Patricia, em seu quarto na colônia em que vivia.




Leiam, é um livro lindo! 

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

TBR de Setembro

Oi oi! Já se foi a primeira semana de setembro e sim estamos atrasados...
Já até terminei de ler o primeiro do mês, mas só vou falar dele mais para a frente na resenha...
Que livro!!!
Fiquei sem saber o que ler esse mês, sabe quando bate aquela preguiça...Acabei me envolvendo tanto com esse livro que fiquei sem querer ler nada, só pensando por que...
Mas...
Sempre um mas...Fizemos sim uma TBR!!!

  • Violetas na Janela volume II - Vivendo no Mundo dos Espíritos


Sinopse
  • A Chama de Ember
Sinopse


  • Em algum lugar nas estrelas - Livro para o clube de leitura da Claudia do blog  Mãe Literatura em parceria com e Editora Dark Side e livraria Curitiba.
Sinopse
  • Violentas ao Vento - Escolhemos esse livro para o desafio proposto pela Claudia do blog MãeLiteratura ( outra vez, rs...) do grupo que acontece lá no face  Desafio dos 100 livros em um ano. A proposta para o mês de setembro é ler livros de autores nascidos em países que tem o português como língua oficial. Essa leitura esta valendo também para o nosso desafio pessoal de ler pelo menos um livro nacional por mês.


Sinopse
E vocês o que separaram para ler?



domingo, 1 de setembro de 2019

Resumo de agosto

Gente chegamos ao fim de mais um mês!


Esse é um post que gosto muito de fazer pois, me obriga a parar e ver como as coisas andaram por aqui, também você fica sabendo tudo o que aconteceu e se ficou curioso com algum livro pode ir lá conferir a resenha...

Sempre abrimos o mês com a nossa TBR e temos muito orgulho em dizer que foi finalizada com sucesso!!! E pela primeira vez, todos lidos e resenhados, embora ainda não tenha saído aqui todas as resenhas... Foi o primeiro mês que acabava a leitura e fazia a resenha e foi muito bom..

SOMOS NÓS!!!
Vamos começar com os livros resenhados aqui!!!

  • Lady Killers - Foi lido em abril, mas, só agora resenhado... Leitura difícil, como o ser humano é capaz de tanta maldade...
Resenha
  • Um casamento conveniente - Leitura do mês de maio e foi indicação do clube do livro. Uma leitura leve e engraçada.
Resenha
  • Pedro Páramo -Não estava na nossa TBR, mas foi uma deliciosa surpresa...
Resenha
  • Favores Vulgares -Com essa leitura, conhecemos a história por trás da morte de um dos ícones da alta costura Gianni Versace.
Resenha
  • Mais forte que o sol - Um romance de época apaixonante
Resenha
  • 1+1 - A matemática do amor - Romance nacional! 1+1=1. Não entendeu leia o livro!!!
Resenha
  • O Contrato - Outro livro fora da TBR. Um romance clichê. Sim gostamos de clichê!
Resenha
  • O maior ativo do mundo - Um livro para sair da casinha e aprender a usar as redes sociais a seu favor.
Resenha
Esses foram os livros lidos e você já pode conferir a resenha e conta aqui nos comentários se conhece ou já leu algum.

Agora vamos conhecer aqueles que lemos e em breve saíra a resenha!

  • As garotas Madalenas - livro inspirado em uma história real. Uma ótima leitura, mas confesso que fiquei um pouco amuada com a história.

  • Aurora nas sombras - Parece que é um livro fofo...SQN!

  • Hibisco Roxo - Que livro maravilhoso. Estou falando para tudo mundo ler...Entrou para os favoritos do ano.

Essas foram nossas leituras do mês de agosto!!!

E você, Tá lendo?









sábado, 31 de agosto de 2019

Resenha - ATENÇÃO: O maior ativo do mundo

Livro: ATENÇÃO: O Maior Ativo do Mundo
Autor: Samuel Pereira
Editora: Gente
Páginas: 208






Olá gente, tudo bem por aí?
Leitura do mês de agosto, estava lá na nossa TBR de agosto, você pode conferir aqui. 
Confesso que estou criando gosto por esses livros que falam de organização, administração de tempo, dicas de como dar um "up" na sua carreira... Mês passado li Seja Singular, e quando fui devolver para o meu irmão, esse me chamou muita atenção.


Resenha
 Esse livro é excelente para você que precisa e quer  chamar atenção para o seu "empreendimento",  vai te dar muitas dicas de como usar a internet a seu favor...




Se você quer conhecer um pouco mais desse mundo, só por curiosidade, também irá fazer uma excelente leitura, impossível não concordar com Samuel, autor do livro, e perceber que muitas vezes estamos fazendo um caminho inverso...


Não é apenas uma leitura técnica ou onde você irá ficar apenas na teoria, temos várias dicas de como realmente sair da teoria e ir para a prática...
"Com a chegada da internet e a tecnologia, as regras do jogo mudaram completamente. Todo mundo pode se tornar dono da própria trajetória e crescer tanto profissional quanto financeiramente.! Página 25
 Obvio que isso não é do dia para o outro, requer persistência e conhecimento...

Em um mundo ligado no 220, onde somos bombardeados de informação, como chamar atenção do outro...
Samuel também vai explicar alguns termos técnicos que ouço falar, mas nunca soube o que realmente significava...

Então fica a dica para você que gostaria de usar melhor as estratégias que as mídias oferecem e ainda não sabe como...


Fotos Tiradas por mim!!!
.
.
.
E você Tá Lendo?




 




terça-feira, 27 de agosto de 2019

Resenha - O Contrato

Livro: O Contrato
Autora: Melanie Moreland
Editora: Pandorga Editora
Páginas: 272 páginas
Nota:★★★★

Sinopse: Richard VanRyan é um playboy e executivo tirano que trabalha para uma empresa que visa apenas lucros. Após ser passado para trás por um colega de trabalho, acabou não conseguindo fazer parte da sociedade que tanto queria. Assim, com um plano de se vingar do chefe, decide trabalhar para uma empresa concorrente. No entanto, para isso, ele precisa mostrar ao dono que mudou sua vida pessoal da água para o vinho. Katharine Elliott trabalha com Richard como sua assistente pessoal. Ela o despreza, pois, sua ética é questionável, mas resiste a tudo, porque precisa do trabalho. Seus motivos são muito mais importantes do que o abuso diário que precisa tolerar de seu tirano e desagradável chefe. Mas Richard precisa mostrar que mudou de vida e, para isso, decide contratar Katharine, que ele sempre desprezou, para ser sua noiva de fachada. O que acontece quando duas pessoas que se odeiam têm de viver juntas e agir como se estivessem loucamente apaixonadas? Faíscas. Isso é o que acontece. Eles vão sobreviver ao contrato?

Quem gosta de um bom clichê levanta a mão!!!!




Nós já sabemos o que vai acontecer, como vai acontecer, mas as vezes precisamos de livros assim despretensiosos para sair de uma ressaca literária como está sendo o meu caso, depois que li Pedro Páramo, que leitura meu povo!

Neste livro, conhecemos a história de Katherine Elliot e Richard Van Ryan, confesso que no começo o Richard me deixou com ranço logo nas primeiras páginas, pois tipos como ele temos ao monte nesse mundo corporativo e infelizmente eu tenho o desprazer de conhecer algumas pessoas assim.

Richard almeja um emprego no qual a empresa prega pelos bons costumes e as tradicionais famílias. (Eu, você, dois filhos e um cachorro) ... porém o playboy e grosseiro Richard passa bem longe desses bons costumes, já em compensação temos a Katherine, a assistente pessoal de Richard, que aguenta de boca fechada todas as ofensas e humilhações que o Richard a faz passar, porém ele não sabe que ela aguenta tudo isso sem reclamar, pois precisa do emprego para pagar o tratamento de sua tia Penny (uma personagem que te cativa logo de cara, a tia Penny sofre Alzheimer confesso que sempre que um assunto como esse é abordado em alguma história meu coração fica dilacerado, pois tive um caso na família que me marcou muito e ainda marca até os dias atuais). E por ter que pagar esse tratamento ela vive com o mínimo possível, tudo em prol de ajudar sua única a família que é a Tia Penny.

“Há alguma coisa que eu precise fazer. Sr. Van Ryan? Posso ajudar de alguma forma?
- Absolutamente não. Não há nada que eu precise de você. Suas bochechas ficaram rosadas e ela abaixou a cabeça e saiu de sua sala ..”

“Aprendi muito cedo na vida que o amor era um sentimento que não me interessava. Me deixava fraco. Então eu parei de tentar”.

Então, após conseguir uma entrevista com o Galvin o dono da empresa dos sonhos que Richard quer trabalhar, ele precisa que todo o passado negro e devasso dele seja apagado e que todos acreditam que em nome do amor (mesmo que por contrato) ele mudou, e se tornou um rapaz de família e que presa pelos bons costumes (#sqn). Katty se vê sem opção, pois com a saída de Richard ela fica sem o emprego e sem o emprego ela não tem como manter a tia Penny na clínica, ela aceita a oferta de se passar pela noiva de Richard, essa transição entre os dois é bem divertida e gostosa de se ler, temos ápices de um querer matar o outro e outros que percebemos que o coraçãozinho pode realmente estar amolecendo e cedendo o espaço para que o comumente chamamos de amor. E calma, esse não é aquele tipo de história que um olha no olho do outro e te já fala, já sabia que te amava, esse amor é construído aos poucos como uma rosa, até que chega um dia e a rosa se abre e nos encanta com sua beleza.

“ Pense nisso como uma oportunidade lucrativa.
- Sorri. – Um acordo com o diabo, se quiser. Ela só arqueou a sombracelha ...”

Ela era perfeita para esse contrato. Eu não a suportava”.

Lógico que nem tudo são flores, algumas coisas acontecem, dramas familiares vem à tona, e como sabemos que iremos ter um final feliz e alegre que tanto amamos, sim, eu disse que era um clichê, mais uma vez eu digo, quem não gosta de um clichê? um livro muito bem escrito, não fica naquela enrolação da mocinha ter medo de se entregar para o badboy e vice-versa, a leitura é fluida, coisa rara de se ver em livros como esse. Então eu só posso dizer que ... super recomendo essa leitura para uma tarde/noite despretensiosa.



E você, tá lendo? 

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Resenha - 1+1 A Matemática do Amor

Livro: 1+1 A Matemática do Amor
Autor: Vinicius Grossos e Augusto Alvarenga
Editora: Faro Editorial
Páginas: 254






Essa leitura faz parte da nossa TBR de Agosto, falamos dela aqui e também faz parte do nosso desafio anual,  falamos lá no começo do ano e consiste em ler pelo menos um livro nacional por mês...
E temos dose dupla...O livro foi escrito pelo Vinicius, carioca e pelo Augusto,  confesso que ainda não conhecia, e é mineiro... Um carioca e um mineiro juntos, será que dá certo...


Gente!!! Deu muito certo!!! Que livro lindo, sabe aquele livro que aquece o coração, então, esse é o livro...E a Faro Editorial caprichou, o livro está lindo em todos os sentidos...

Vamos conhecer dois adolescentes de dezesseis anos. Lucas e Bernardo, amigos desde sempre...Suas mães eram vizinhas e engravidaram na mesma época...Se tornaram melhores amigos, amigos inseparáveis...
Os capítulos se alternam entre Lucas e Bernardo.
Lucas é o mais sensível e adora poesia, já Bernardo é mais pratico, adora matemática. E assim um completa o outro, um ajuda o outro...
Finalmente as férias chegaram!!!!

 Lucas esta ansioso para poder não fazer nada (super me identifico), mas Bernardo chega com uma noticia péssima...Em trinta dias ele irá se mudar para Portugal...

Hora de segurar a tristeza e fazer dessas férias algo inesquecível...


Essa é a intenção, mas durante esse trinta dias, eles estarão cada vez mais próximo, e essa fase já é complicada por si só, quem nunca foi ADOLESCENTE, atire a primeira pedra...
Cabeça a mil, coração partido, razão querendo mandar...O que é certo ou errado...Será apenas uma amizade?
Quanto mais se aproxima o fim das férias, mais dúvidas vão surgindo...O medo de ser julgado...
"A vida é insana, e muda, simplesmente, num piscar de olhos. A todo momento, nossas atitudes vão moldando nossos destinos e nos fazendo seguir por determinados caminhos. A vida é assim!" Página 114.
Os autores foram de uma sensibilidade ímpar ao escrever essa história.. 

O Lucas e o Bernardo moram em uma cidade de interior... Todo mundo conhece todo mundo e todo mundo julga todo mundo. Sentimos a angustia dos personagens, querendo desabafar, querendo se entender, mas, com medo absurdo de serem julgados...
"Qualquer passo em falso que se dê é o suficiente para ser alvo de olhares tortos, risinhos e comentários nas ruas, e isso sempre me assustou muito." Página 125
Durante boa parte da leitura, fica aquela duvida no ar: "Será que eles vão conseguir?"
Também fiquei pensando o quanto do Bernardo e do Lucas existem no Augusto e no Vinícius...
 Medo desse mundo real retratado em forma de ficção...

Fotos tiradas do Pinterest!
Fotos tiradas por mim!!!

E você Tá Lendo?

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Resenha As Garotas Madalenas

Livro: As Garotas Madalenas
Autor:V.S.Alexander
Editora: Gutenberg
Páginas:283








Oi gente tudo bem com vocês? Hoje trago mais um livro da nossa TBR de Agosto, e essa leitura faz parte do Clube do Livro da Autêntica, que acontece todo mês aqui em SP.
Já falei aqui mas vou voltar a falar, ainda bem que existem os clubes de livro e ainda bem que faço parte de um, na verdade de três, pois, por espontânea vontade nunca teria lido o livro e gente que livro!!!
Nunca tinha ouvido falar das Madalenas e fiquei surpresa ao conhecer as história, aqui contada de uma maneira fictícia, porém, as lavanderias de Madalena ou asilo das Madalenas, existiram, e só de pensar nisso bate uma angústia, um desespero.
"Talvez esse capitulo da história da igreja não tenha sido explorado como um assunto tão extraordinário quanto os escândalos de abusos sexuais de padres por causa da natureza de "crimes" das Madalenas. As meninas e as mulheres so esse regime de servidão eram, em sua maioria, categorizadas como "mulheres perdidas". Será que nossos preconceitos culturais foram usadas para punir essas mulheres?" Página 281.
Acredita-se que mais de  10.000 jovens tidas como fardo pela família, escola ou Estado trabalhavam nas chamadas Lavanderias Madalena.  O nome do asilo refere-se  a Maria Madalena que para a igreja católica, se arrependeu dos seus pecados e foi fiel e seguidora de Jesus Cristo.

No livro vamos conhecer a história de Teagan Tiernan mandada pelo pai, por ser uma pecadora. Lá ela conhece Lea, se não me engano está lá desde os 14 anos e Nora que tem como Teagan 16 anos, também enviada pelo pai para "pagar" pelos seus "pecados"...

Foto real retirada do Google
 A história se passa em Dublin.  As meninas são simplesmente jogadas no convento, onde as irmãs, iram através de serviços forçados fazem com que se arrependam e tenham a chance de adentrar o paraíso...

Essas lavanderias existiram até 1993, (dá para acreditar?) na Europa, e o serviço era lavar, engomar, passar....Quem fazia tudo isso? Adolescentes ou mulheres consideradas "perdidas", "pecadoras", motivo de vergonha para a sociedade. A Igreja Católica era quem cuidava desse serviço, ou melhor as madres, que supervisionava todo o serviço, e caso algo desse errado, eram castigadas, não só com punições físicas, como também havia a pressão psicológica. Não comiam direito, era servido uma "ração", elas não dormiam direito, não tinham nenhum conforto e também não podiam conversar, caso conversassem ou não lavassem, passassem direito seriam castigadas e poderiam parar na solitária...Tudo isso era feito com "amor", pelas madres, para que elas pagassem pelo seus "pecados", e lógico todo o dinheiro (acredito que rendia muito bem), ficava com o convento...


Por aí vemos como a Igreja detém um poder absurdo em mãos... As vezes, o pecado de alguma menina era ser apenas bonita e isso levava o homem a pecar, mas quem recibia o castigo não era o homem e sim a menina bonita...Raiva me define com tamanho absurdo!

Voltando para nossa história Teagan, Nora e Lea iram se tornar grandes amigas, mesmo vivendo em meio a tanto ódio, castigos e injustiças. 
Juntas tentaram uma forma de sobreviver e quem sabe escapar do convento...

Ah! E se você também gosta de assistir um bom filme, em 2002, foi lançado o filme “The Magdalene Sisters” do cineasta Peter Mullan, que conta a rotina das mulheres dentro dos asilos de Madalena.



E você Tá Lendo?


segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Resenha - Pedro Páramo

Livro: Pedro Páramo
Autor: Juan Rulfo
Editora: Best Bolso
Páginas: 140 páginas
Nota: ★★★★★

Sinopse: O romance mais aclamado da literatura mexicana. Pedro Páramo é o primeiro de dois livros lançados em toda a vida de Juan Rulfo. O enredo, simples, trata da promessa feita por um filho à mãe moribunda, que lhe pede que saia em busca do pai, Pedro Páramo, um malvado lendário e assassino. Juan Preciado, o filho, não encontra pessoas, mas defuntos repletos de memórias, que lhe falam da crueldade implacável do pai. Vergonha é o que Juan sente. Alegoricamente, é o México ferido que grita suas chagas e suas revoluções, por meio de uma aldeia seca e vazia onde apenas os mortos sobreviveram para narrar os horrores da história. O realismo fantástico como hoje se conhece não teria existido sem Pedro Páramo, é dessa fonte que beberam o colombiano Gabriel García Márquez e o peruano Mario Vargas Llosa, que também narram odisséias latino-americanas.

Que surpresa boa foi ler esse livro, eu tinha visto a TLT falar sobre esse livro no ano passado, e ficou marcado e o coloquei em minha meta.
Pedro Páramo é uma história com uma narrativa direta, enxuta e tudo muito preciso, mas com uma pegada mística e de personagens misteriosos.  E ouso em dizer que é um dos melhores livros lidos que eu já li.

Nesta história conhecemos o filho  de Pedro Páramo, no qual fez uma promessa para sua mãe em seu leito de morte, que iria atrás de seu pai e iria fazer ele pagar por tudo. Isto porque no passado Pedro deixou sua mulher e seu filho sem rumo, e sua mãe apenas diz: Dê o nome de seu pai Pedro Páramo e você saberá o que fazer. E sem pestanejar sai em direção a Media Luna (Comala) a cidade de  seu pai, porém sabemos que Comala é uma cidade fantasma, e podemos ver nas descrições que é uma cidade abandonada e um tanto quanto fantasmagórica. Alguns trechos me deixaram arrepiada. E nesse caminho ele acaba conhecendo um homem e acaba fazendo uma ‘amizade’ e ambos vão para a mesma direção, só que no decorrer do caminho, acabamos descobrindo que esse homem também é filho de Pedro Páramo e também está a caminho de Comala. E quando chegamos em Comala, percebemos que há muitos filhos bastardos de Pedro Páramo, e como se não bastasse descobrimos que Pedro Páramo também é o coronel, dono de uma fazenda onde provia a alimentação assim como o trabalho daquela vila. Então só por essas informações vocês conseguem entender o tipo que era o Pedro Páramo. 

E se você odeia spoiler, pare de ler aqui ... é sério ...

Ai você se pergunta, ué como pode ser uma cidade fantasma se Pedro Páramo era o dono da Vila? E como tem tantas pessoas nesse vilarejo, pois bem essas pessoas que habitam em Comala são fantasma, e todos absolutamente todos não tiveram uma morte ‘tranquila’, e todos esses fantasmas sofreram na mão de Pedro Páramo, como eu havia dito acima, ele era o dono de tudo daquela vila, onde a tirania comia solta, infelizmente. E como isso tudo começou? Pedro Páramo se apaixona por uma bela mulher, porém logo após eles se casarem,  ela fica terrivelmente doente, e o único consolo para Pedro Páramo é vê-la, acamada e com isso todo o trabalho da fazenda que era meio de subsistência da vila acaba, e as pessoas que ali trabalhavam não vão embora, ficam todas, e é aí que começam as mortes ... por fome, desnutrição ... miséria.

E eu consegui enxergar uma forte crítica com a igreja também, pois o Padre Renteria que é a representação da Igreja e de seu poder sobre os moradores de Comala. O padre é condescendente às atrocidades que ocorrem na cidade por parte de Pedro Páramo e seu filho Miguel Páramo. Renteria sabe através das confissões de Dorotea que ela arranjara muitas mulheres a Miguel, que por sua vez as abusava.

“Pos que yo era la que conchavaba las muchachas a Miguelito.”. “Usted sabe: la hora en que estaban solas y en que él podía agarrarlas descuidadas”.

Eu vou parar por aqui, pois acho que o final vocês já devem saber, leiam, mas tenham em mente que esse livro requer um re-leitura pois é um livro único, com nuances e linhas tênues tão singulares que cada um que ler, vai ter uma conclusão diferente.

E você, tá lendo?


quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Resenha Mais forte que o sol

Livro: Mais forte que o sol
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas:278







Depois de algumas leituras tensas, como por exemplo,Pequenas Realidades, precisava de uma leitura leve e divertida...Confesso que dei muita risada com Ellie e Charles, não gente, não li nenhuma comédia, e sim um romance de época maravilhoso...

Esse foi o segundo livro da duologia Irmãs Lyndon e não sou capaz de dizer qual gostei mais. O primeiro já foi resenhado!!!


Resenha
Ellie é a irmã mais nova de Victoria (conhecemos Victoria no livo Mais lindo que a Lua), como a maioria das mocinhas do romance de época, Ellie é forte, corajosa, decidida e já está com 23 anos, ou seja, já é considerada uma solteirona pela sociedade.


Mora com seu pai, o vigário da redondeza, teve uma educação rigida, e nunca pode realmente ser livre para fazer o que queria...Ela que fica responsavel pela casa e pelo seu pai quando sua irmã Victoria casa...Tudo estava indo bem, mas seu pai resolve se casar...
E a mulher é uma peste, (pensei que teríamos uma releitura de algum conto de fada, mas estava enganada, rs), ou Ellien se casa ou terá que ser praticamente a empregada da casa...

Passeando  aleatoriamente Ellien levará um grande susto, quando um homem cai literalmente a seus pés...

Esse homem é Charles Wycombe, conde de Billington, que esta completamente embriagado, quando cai de uma árvore nos pés de Ellie... 
Charles acaba se machucando e Ellie o ajuda, nesse curto período de tempo, Charles fará um pedido inusitado....

Qual será esse pedido? Leiam o livro e descubram!!! 

Curiosidades sobre o livro!!!
Vocês sabiam que essa série Julia Quinn escreveu antes dos Bridgertons??? E a editora só resolveu publicar depois do sucesso que a série Bridgertons alcançou...Ainda bem que a editora percebeu que Julia Quinn é maravilhosa e nós merecemos todos os seu livros aqui na nossa estante...

E vocês gostam de romance de época? Já leram algum livro da Julia Quinn? Vou adorar saber, deixem nos comentários....

Fotos tirados do Pinterest!
Fotos tiradas por mim!

E você Tá Lendo?

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Resenha - Favores Vulgares

Livro: Favores Vulgares
Autor: Maureen Orth
Editora: Vestígio
Páginas: 448 páginas
Nota: ★★★★

Sinopse: Em 15 de julho de 1997, Gianni Versace foi morto a tiros nos degraus da entrada de sua mansão em Miami Beach pelo serial killer Andrew Cunanan. Mas, meses antes do assassinato de Versace, a premiada jornalista Maureen Orth já vinha investigando a história de Cunanan para a revista Vanity Fair. Escrito a partir de uma seleção de entrevistas com mais de 400 pessoas e insights obtidos de milhares de páginas de relatórios policiais, Favores vulgares conta a história completa de Andrew Cunanan, suas vítimas inadvertidas e o mundo opulento em que elas viveram… e morreram. Orth revela como Cunanan conheceu Versace e a razão pela qual a polícia e o FBI falharam repetidamente em capturá-lo. Esta é uma odisseia impossível de largar, que atravessa os Estados Unidos desde a rica comunidade gay da Califórnia aos modestos lares do Meio-Oeste, onde famílias se condoíam pela perda de seus filhos, chegando a uma decadente South Beach, na Flórida.

Confesso que quando escolhi ler esse livro, eu não tinha lido a sinopse, foi apenas pela capa, e foi aquela grata surpresa ao saber o conteúdo nas primeiras páginas.
Conhecemos a história por trás da morte de um dos ícones da alta costura Gianni Versace. Sua marca é vangloriada até os dias atuais.

Mas quem matou Gianni Versace, a mente perversa de Andrew Cananan, um homem mimado, mas que teve uma infância marcada por pais relapsos, e nisso conseguimos entender a sua personalidade na idade adulta, apesar do livro referenciar a morte de Versace, vimos que a dupla personalidade psicótica de Andrew é uma característica sua, ele desde criança mentia para os amiguinhos, dizendo que conhecia muita gente  importante e que seus pais eram ricos, sendo que os pais faziam o que podiam para poder manter Andrew na escola particular.  Na adolescia, era o centro das atenções, por ser uma pessoa ‘empática’ e fazia as pessoas riem deixando de lados suas mentiras cada vez maiores, porem uma coisa que ele sempre deixou claro foi que ele era gay.

E com isso, ele começou a frequentara mais alta sociedade gay, onde as festas eram regadas bebidas, drogas e sadomasoquismo, nessa festa Andrew, desenvolve um relacionamento com duas pessoas, Jeff e David, porem por esses dois ele realmente ‘gostava’ até que seu carinho “sadomasoquista e as mentiras cada vez piores”, fez com que Jeff e David o abandonasse.

E a partir desse ponto, as pessoas que cruzassem seu caminho e que o atrapalhasse de alguma forma ele a matava, sem um pingo de remorso, apenas para ter seu caminho livre. Até que Andrew conheceu Gianni Versace, e percebeu que a vida de Versace era a vida que ele sempre quis ter. E para isso se envolveu com Versace, se passando por uma pessoa totalmente diferente. Quando decidiu que chegara a hora de dar um fim a Versace, Andrew, atirou em Versace em frente a sua mansão com algumas testemunhas e saiu andando, como se nada tivesse acontecido.

O final (morte) de Andrew é surpreendente, nos leva a pensar se foi o suficiente para ele, depois de tantas mortes, mentiras, a mente psicótica de Andrew, acabou virando uma série de sucesso chamada American Crime Story, confesso que não sabia dessa série, mas irei procurar para ver.

A única coisa que eu senti falta nessa edição, foi de não conter imagens reais de Andrew Cananan e demais pessoas envolvidas nesse relato fascinante sobre a mente psicótica de Andrew. 




E você, tá lendo ?