sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Resenha - 30 e poucos anos e uma máquina do tempo

Livro: 30 e poucos anos e uma máquina do tempo
Autora:  Mo Daviau
Editora: Fábrica 231
Páginas: 304 páginas
Nota: ★★★★

Sinopse: Imagine viajar no tempo para assistir a qualquer grande show da história? Os Beatles no Shea Stadium ou no telhado da Apple Records, o Nirvana em um bar minúsculo de Seattle ou Miles Davis no lendário clube Birdland. Quem nunca pensou em poder voltar antes de 1980 e conhecer John Lennon ou sentar em uma das poucas cadeiras do café Sin-é, em Nova York, e assistir a Jeff Buckley antes da fama. Essa chance única de deslocamento temporal é o que move 30 e poucos anos e uma máquina do tempo, romance da escritora americana Mo Daviau, que elabora uma espécie de cruzamento entre Doctor Who e Alta fidelidade. O resultado é uma declaração de amor nostálgico à inocência da juventude e à esperança do que nos aguarda no futuro. Tudo começa quando Karl Bender, ex-guitarrista de sucesso indie e agora dono de bar coroa e rabugento, descobre uma fenda no tempo em seu armário, um buraco de minhoca pessoal. A partir disso, Karl e seu melhor amigo Wayne passam a viajar para shows incríveis e a compartilhar a experiência com conhecidos em troca de dinheiro. Tudo vai bem até o momento em que Wayne decide o óbvio: interferir no passado. Por engano, ele acaba voltando mais de mil anos e Karl vai precisar de ajuda técnica pra resgatá-lo, já que a eletricidade é peça chave para que as viagens aconteçam. O problema acaba trazendo a personagem mais interessante da trama: Lena Geduldig, astrofísica que compartilha com Karl a adoração por Elliott Smith e aceita o desafio de tentar trazer Wayne de volta ao presente. Lena e Karl engatam um romance que torna tudo ainda mais complexo e divertido, principalmente pelas mensagens que começam a chegar do futuro. A obra utiliza muito bem metáforas relativas à interferência em acontecimentos passados para levantar questões sobre o eterno descontentamento humano com o presente e a melancolia que os personagens demonstram a respeito do rumo que tomaram na vida.

"Tudo o que eu tinha de fazer era perguntar: “Se você pudesse voltar no tempo e ver qualquer banda tocar, qual escolheria?”" (from "30 e poucos anos e uma máquina do tempo")

E vamos para a saga de ler os livros adquiridos nessa quarentena na modalidade FREE (adoramos por sinal), esse foi um daqueles livros que pelo título chama muito a atenção, e sem ler a sinopse eu mergulhei nesse mundo de olhos e mente bem aberta. Vocês vão entender o porquê disso.

"Regra número um da casa: o buraco de minhoca só devia ser usado para ir a shows de rock do passado. Isso mantinha a experiência pura e livre da tentação de obter uma vida melhor. Além disso, por que precisaríamos de música se nossa vida fosse exatamente como gostaríamos que fosse?" (from "30 e poucos anos e uma máquina do tempo")

O livro traz uma questão muito relevante no que diz a arrependimento, o que você faria de diferente no passado, tendo a sua mentalidade de hoje e será que que aquele fato ruim, foi tudo isso mesmo, ou não foi tudo isso? É muito doido você ter essa percepção logo de cara no livro. E esse livro traz isso, uma forma não muito bem explicada de como acontece, mas você consegue voltar no tempo, apenas como telespectador apenas para ver aqueles momentos, e o Karl fica voltando no passado para ver os melhores show de rock e acaba fazendo isso um ganha-pão juntamente com o seu outro amigo  Wayne. Porem lembra que logo no começo eu disse que você poderia voltar, mas sem interferir no passado, apenas como espectador. Então Wayne, quis interferir e deu ruim ... e é muito interessante essa procura de Karl para resgatar o Wayne.

"Wayne e eu compartilhávamos daquela aflição comum que assola homens solteiros com perspectivas limitadas e tendências autodestrutivas: víamos nosso passado com tamanho amor e sensação de perda que todo dia à frente era uma facada nas entranhas. Nossos vinte anos tinham sido cheios de rock e coragem. O futuro nos deixou mais velhos, mas nossa sabedoria era duvidosa. Wayne" (from "30 e poucos anos e uma máquina do tempo")

O porquê que Wayne quis interferir no passado, ele queria barrar o assassinato de John Lennon, e nisso vemos muitos "erros" e uma história de amor através de todos os tempos: presente, passado e futuro. Não é um livro de ficção e nem precisa disso. Fora todo esse contexto são as indagações que esse livro traz a tona as questões existenciais do Karl que acaba sendo um pouco a nossa também e também inúmeras questões feminista que vemos no livro.


"Letras de música são um tipo especial de poesia que toca direto em sua essência e o ajuda a sentir algo além de tristeza e fracasso. Letras de música me lembravam que eu talvez tivesse a sorte de me apaixonar novamente, um dia. Letras de música são a Bíblia para caras como eu e Wayne." (from "30 e poucos anos e uma máquina do tempo")

Se você procura um livro nada clichê e fora do padrão eu recomendo esse livro, lembra que no comecinho dessa resenha eu falei, mantenha sua mente e seus olhos aberto ... entenderam?

E você, tá lendo?



quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Lançamentos!!!

Oi gente, tudo bem por aí??? Aqui estamos bem, e andamos garimpando pela net e descobrimos alguns lançamentos previsto para agosto!!!

Pela Intriseca teremos o lançamento  A Casa Holandesa, da autora ANN PATCHETT, livro finalista do Pulitzer 2020. Estamos ansiosos!!!


Sinopse: Após a Segunda Guerra Mundial, graças à conjugação de sorte e um investimento fortuito, Cyril Conroy entra no ramo imobiliário, criando um negócio que logo se tornará um império e levará sua família da pobreza a uma vida de opulência. Uma de suas primeiras aquisições é a Casa Holandesa, uma extravagante propriedade no subúrbio da Filadélfia. Mas o que seria apenas uma adorável surpresa para a esposa acaba desencadeando o esfacelamento de toda a estrutura familiar...

Quem é fã da Julia Quinn já deve estar com o lançamento da Arqueiro em mãos. A editora relançou, O Duque e Eu, primeiro livro da série os Bridgertons. O livro ganhou capa dura, um design e imagem maravilhosos. Mesmo sendo fã e amando a série, não esta nos nossos planos!!!


A Arqueiro nos leva a falência!!!

Gente esse é o sexto livro da série Clube dos Sobreviventes!!! Se queremos??? Sim!!! O único problema é que ainda não começamos ou seja não temos nenhum!!! Alguém sabe como jogar na loteria????


A série Instrumentos Mortais  de Cassandra Clarevfoi minha primeira série lida!!! Virei fã!!!! E temos lançamentos!!! Senhor Das Sombras – Vol. 2 Série Os Artifícios Das Trevas, da Editora Galera. Queremos??? Sim! Temos o primeiro??? Não!!!


Muita sofrência por aqui!!! Há vários outros lançamentos e queremos muitos outros!!! Mas, por hoje, é só...
E vocês estão esperando algum em especial???


segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Resenha - Livro: Ardente (Afterburn/Aftershock)

Livro: Ardente (Afterburn/Aftershock)
Autora: Sylvia Day
Editora: Paralela  
Páginas: 216 páginas
Nota: ★★

Sinopse: Nunca misture trabalho com prazer. Nunca fale de política dentro do quarto. De certa forma, no momento em que me tornei amante de Jackson Rutledge, fiz exatamente essas duas coisas. E não posso dizer que foi por falta de aviso. Dois anos depois, ele voltou. Mas eu não era mais a garotinha que ele havia conhecido, enquanto ele não mudara nada. Ao contrário da última vez em que nos esbarramos, eu sabia exatamente com quem estava lidando… e quão viciante seu toque poderia ser. Só que desta vez eu conhecia as regras do jogo. No ambiente competitivo e impiedoso do mundo dos negócios, há uma regra que vale para todo mundo: mantenha seus inimigos por perto, e seus ex-amantes mais perto ainda…

Eu confesso que demorei para ler esse livro míseros 3 meses ... sim 3 meses ... sabem por que? Porque ele não é bom ... nossa, como assim um livro da Sylvia Day, aclamadíssima pelos leitores fãs de hot. Pois é meus caros, comigo esse livro não funcionou ... mas vamos lá ...

Eu gosto muito da serie crossfire da tia Sylvia, confesso que sou até mais Gideon Cross do que nosso eterno Christian Grey, porém esse enredo, temos sempre a mesma história, mocinho se apaixona pela mocinha, a mocinha é magoadas pelo mocinho, o mocinho foge da mocinha e quando os dois se encontram, parecem que só sabem fazer aquilo ... e a história para mim, não mostrou paixão, amor, como eu sempre gosto de ler ... para mim, mostrou apenas desejo carnal ... sem qualquer sentimentalismo envolvido, juro que quando eu estava lendo (quando não pulava as paginas [confesso, que fiz isso]), parecia mais um filme do privê bem baixa renda.

Resumindo ... posso dizer que a trama/história é bem simples ou pobre você decide: Jax abandonou Gia, deixando-a de coração partido. Ela começa a se focar nos estudos e no trabalho, até conseguir o estágio dos sonhos com Lei Xung. De repente, Jax aparece para ajudar Ian (ex-marido da Lei) e atrapalhar as duas no novo projeto, deixando claro que quer Gia em sua cama. Os dois começam a ser ver novamente, mas o clima de tensão e traição pairam no ar.

Gia deveria ser a garota forte, de sangue italiano que não leva desaforo para casa, porém, é só Jax estalar os dedos que ela deixa as mágoas para trás e até mesmo coloca seu trabalho em risco. Parecia um cachorrinho querendo carinho. A história é dividida em duas partes: Ardente e Em Chamas, como parte 1 e parte 2 do livro. 

O lado positivo do livro são as histórias secundárias (entendeu por que o enredo é pobre, o mais legal é a história secundária e não a PRINCIPAL), como a família de Gia e a disputa que ocorre entre Lei e Ian. São os aspectos que realmente dão força ao enredo, pois os protagonistas deixam um pouco a desejar e para mim, não mostrou ter química alguma.

So ... that’s all folks ...

Não é um livro que falarei que morri de amores, também depois dessa resenha se eu falasse ao contrário, soaria no mínimo estranho. Mas quem gosta de livros com pegadas bem hot ... tipo bem hot mesmo, leia, pode ser que você se encante pela história ... e depois me conta o que você achou desse casal.

E você, tá lendo?


sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Rascunho Scalert

Livro: Scarlet - Crônicas Lunares # 02
Autor: Marissa Meyer
Editora Rocco
Páginas: 480








Vamos para o segundo livro da série Cronicas Lunares e confesso que achei que não ia gostar, mas estou amando!!! É tão bom quando isso acontece!!!



Ah! E sim é necessário ler o primeiro volume!!! E nós já temos resenha... Outra dica, já tenha o segundo volume separadinho, pois, você vai precisar...


Resenha
Em Scalert vamos ter uma "releitura" de Chapeuzinho Vermelho. Ela usa um casaco vermelho com direito a gorro e irá morar com a avó em uma fazenda, mas sua avó irá desaparecer...
Lógico que ela irá investigar o sumiço de sua vovozinha e irá contar com a ajuda de um moço misterioso chamado Lobo.



É maravilhoso ver como Marissa Meyer vai unindo as duas histórias, criando personagens apaixonantes e nos envolvendo em toda a trama...
Lobo é um rapaz ferido emocionalmente, as vezes, em alguns momentos vamos odiar-lo mas será por pouco tempo...
Enquanto no primeiro livro estamos em Pequim no segundo vamos parar na França e lógico Cinder e Scarlet irão se encontrar. E gradualmente as histórias se misturam e segredos que na primeira história chegamos a perceber serão desvendados nessa nova história...

Como temos pavor de spoiler não podemos falar muita coisa, as histórias são muito bem interligadas!!!
Agora vamos partir para o terceiro livro da série, torcendo para que o encanto continue!!!



– É, bem, eu tento pensar por mim mesma de vez em quando, em vez de acreditar nas ideias ridículas em que a imprensa quer que a gente acredite. – Ela franziu a testa ao perceber que tinha falado exatamente como a avó. Temperou a irritação com um suspiro. – As pessoas são tão rápidas para acusar e criticar, mas não sabem o que ela passou, nem o que a levou a fazer as coisas que fez. Por acaso temos certeza de que ela fez alguma coisa?  (Pág. 122)

E você Tá Lendo???

sábado, 8 de agosto de 2020

Resenha - A Redenção de Gabriel

Livro: A Redenção de Gabriel
Autor: Sylvain Reynard
Editora:  Editora Arqueiro
Páginas: 526 páginas
Nota: 💓💓💓💓💓

Sinopse: Depois do escândalo em que se viram envolvidos em Toronto, Gabriel e Julia se casaram e se mudaram para Massachusetts, onde ele dá aula na Universidade de Boston e Julia faz doutorado em Harvard. Agora ela precisa provar que não vive à sombra do marido famoso.
Mas parece que Gabriel não está pronto para ver a esposa caminhar com as próprias pernas. Quando ela é convidada a dar uma palestra em Oxford, surge seu primeiro conflito: a linha de pesquisa dela diverge da teoria dele.
Durante a conferência, os dois são obrigados a confrontar antigos rivais, entre eles a incansável Christa, que, ainda determinada a humilhar Julia, ameaça revelar um dos segredos mais obscuros de Gabriel.
Além disso, as coisas entre eles não vão muito bem. Isso porque Gabriel está ansioso para ter um filho, mas Julia quer concluir o doutorado primeiro.
Para ver realizado seu sonho de formar uma família, Gabriel terá que enfrentar fantasmas do passado. Será ele capaz de fazer isso? E será que a generosidade de Julia resistirá à ameaça de ver arruinada a carreira que ela tanto se esforçou para construir?
A redenção de Gabriel é o desfecho brilhante dessa trilogia que arrebatou leitores no mundo inteiro.

E chegamos ao fim dessa trilogia tão amada, confesso que esse livro eu não tinha lido ainda ... e logo nas primeiras páginas eu já percebi ... vai ser bem difícil falar tchau para o nosso querido professor Gabriel O. Emerson.

No último livro da série, traz todas as questões que envolviam o passado do professor de sua família biológica, da eu vim? Quem era o meu pai? por que ninguém da família dele quis saber de mim quando eu era pequeno? E aí quando vemos aquele Deus troiano sofrendo tanto, queremos apenas acalenta-lo e dizer, vai ficar tudo bem, mas já é uma ficção temos que aceitar que a Julianne agora sua esposa, faz muito bem esse papel. E falando em Julia, Julia está em seu segundo ano de mestrado em Harvard, casadíssima com o seu grande amor, e vivendo uma eterna lua de mel até que ... um belo dia o Gabriel lhe diz que sonha em ser pai, e revela que vai ir ao urologista para verificar se ainda é possível reverter a sua vasectomia visto que faz uns 10 anos que foi feito, desde a perda de sua filha Maya (opsss, spoiler, mas se vc leu o segundo livro, vai saber o que eu estou falando). Julia toda relutante pois está pensando em seus estudos e o doutorado demora cerca de 7 anos para que ela se forme e consiga consolidar a sua correria, porem ela não descarta essa ideia, tendo em vista que ela também sonha em ser mãe. E com tudo isso acontecendo vem uma notícia bombástica! Seu pai Tom Michell avisa que se casará com a sua nova namorada pois ela esta gravida e Julia fica radiante em saber que vai ser a irmã mais velha e lhe do todo suporte e amor possível.  

Com o passar do tempo, Gabriel decide saber quem era seu pai, e vê que todos aquele monstro que sempre pintou nem sempre fora assim, e sua meia-irmã decide conhece-lo e lhe contar toda a verdade por baixo de toda essa historia cheia de tramas, amores não correspondido e muita canalhice de sua antiga esposa. E Gabriel se sente perdido por sempre acreditar que seu pai era um cafajeste quanto na verdade nem sempre fora assim.

Resumindo, esse é o livro dos finais ‘quase’ felizes para todos os casais, achei que ficou faltando um final melhor para a irmã de Gabriel a Rachel e seu esposo agora Aaron, queria um final bem trash com requintes de maldades para a Christa Peterson. E que Simon e Natalie tivesse um final digno de um programa de caso de família de tão humilhante que seria, nossa Greice que maldade, não, não é maldade, confesso que achei chocha, capenga, manca, anêmica, frágil e inconsistente o final dessas pessoas. E podíamos ter um final melhorzinho para o nosso eterno amigão Paul.

Mas calma não estou falando que o livro é ruim ... eu sou meio rancorosa nessa questão ... quero que os personagens que são bons tenham um final feliz e os que não são tao bons assim se lasquem rs.

Passionflix, por favor, grava logo todos os filme pleaseeee!!!
Gio só uma coisa  io ti voglio bene ! Como falei para a Ale, devia ser pecado um homem ser tão bonito assim ... ai ai ...

E você, tá lendo? 

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

TBR de Agosto

Olá pessoas lindas!!!
Já separam as leituras para esse mês???


Mês passado nós não fizemos uma TBR, resolvemos ler aleatoriamente, terminar nossas leituras já iniciadas e passear pelas estantes, mas, confesso que achei tão estranho....


Então, resolvemos voltar com a nossa listinha, mas, lógico nossas leituras aleatórias continuam...


Eu pretendo ler o que já comecei, e falei um pouco sobre isso, lá no meu outro blog Meus Amores...


A Gre já voltou a trabalhar, eu ainda estou em casa, então ela não sabe o que vai ler...Só sabe que vai ler e isso é o que importa...



Vamos ficando por aqui!!!
Beijinhos e até a próxima...


segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Resumo de Julho

Olá pessoas, como vocês estão???
Nós por aqui estamos correndo, acho que estamos tentando competir com o tempo...


As leituras estão acontecendo, mas em um ritmo mais lento...Relemos e já resenhamos a trilogia O Inferno de Gabriel... A resenha do último livro sai essa semana...
Ah! Assistam o filme esta maravilhoso...

Resenha

Resenha


E tivemos mais algumas resenhas!!!

Resenha
Resenhamos o primeiro livro da Série Crônicas Lunares, lemos o segundo e amamos, e já estamos indo para o terceiro...

Resenha
Rolou resenha de um clássico!!!

Resenha
Bem realmente foi um mês literalmente fraco...Esperamos que agosto renove nossas energias e que o blog fique bastante movimentado....

E Você Tá Lendo?