terça-feira, 11 de maio de 2021

Resenha + Maratona

 


Nossa última leitura foi finalizada agora no final de março!!! E que livro!!! Não costumo ler bibliografias, mas, essa foi fantástica, e já estou procurando outra para ler...

Estou falando da bibliografia de Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo ou como ficou conhecido Chatô, o rei do Brasil... Paraibano, até o dez anos era analfabeto e com persistência acabou se tornando um homem mundialmente conhecido e respeitado.


Vamos conhecer desde o nascimento até a morte...Fernando Moraes foi tão detalhista, temos uma obra extensa, mas, a leitura é prazerosa, um texto fluido... Através das suas páginas conheceremos os  bastidores de um Brasil que pelo menos eu desconhecia...

O nascimento dos jornais, e como manipulavam e bem, na verdade ainda somos manipulados, com a "falsa" verdade...O nascimento da TV da Rádio Tupi, o cenário politico da época... Não podemos negar que ele foi um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento das telecomunicações...

Amados por uns e odiados por outros, teve uma vida bastante "agitada". Era mestre em fazer o impossível...

Revolucionário, chantagista, louco, mercenário, são tantos os adjetivos, mas, uma coisa temos que concordar, Chatô deixou um legado inestimável!

Estão participando da maratona:


E você Tá Lendo?

 

4 comentários:

  1. Li Chatô há alguns anos atrás... foi quando começou minha admiração por ele.

    ResponderExcluir
  2. Sem dúvidas, ele foi uma pessoa que fez acontecer. Se acertou, se errou, não vem ao caso. O importante, foi o legado que deixou. Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre me divirto com essa história de manipular a verdade. Sou sincera em dizer que não acredito nessa tal verdade. Até por saber que pontos de vistas geram distorções dos fatos sempre e é justamente por isso que a imprensa não consegue ser isenta. Nós não somos ao contar um fato, mas queremos isso da mídia, que está lá para apresentar fatos, pautados por uns e outros. E eu na condição de receptáculo, escolho o que serve ou não.
    Eu não admiro o signore Chato, mas gostei de ler a respeito de sua trajetória.

    ResponderExcluir
  4. Manipulador, engenhoso, um trator que tanto poderia servir arar o terreno que produziria riquezas, quanto para triturar seus oponentes. Figura ímpar, ainda não li o livro de Fernando Moraes.

    ResponderExcluir